25 de outubro de 2014

Resenha: Shinyuu to Watashi no Suki na Hito


Olá pessoal, sim eu não morri. Eu sei que já estão cansados de não ver mais post novos (qualquer coisa dá uma passada no MSB Online e procura alguns mangás pra você), mas tá difícil pra mim.Vivi não está podendo postar e parece que a cada dia que passa eu estou menos motivada. Claro que o apoio de vocês me dão forças, mas só pra vocês verem eu estou com uns 12 animes parados, isso da temporada passada. Mais uns 4 que já fazem um tempão. E sobre os mangás, eu to deixando de acompanhar meus favoritos como Dengeki Daisy, Ao Haru Ride, L-Dk e Taiyou no Ie.
E o pior de tudo mesmo: Perdi todos os meus mangás (e Doramas, pode isso produção?). Eu formatei meu computador recentemente e passei tudo para um HD externo, justamente pra não perder nada. E olha só acho que duas pastas ficaram de fora.
Nisso eu já tinha separado vários mangás pra fazer resenha. Porém, não me recordo mais de nenhum nome. 
Obrigada, vida.
Mas voltando, como sei que é um saco ficar lendo minhas reclamações, vamos pra resenha. Ah e eu estou pensando em reduzi-las, pra ficar menos cansativo pra vocês. Tipo como as da Vivi.
O nosso mangá sortudo da vez é:

Shinyuu to Watashi no Suki na Hito

Gênero: Shoujo, Romance, Esportes
Volume(s): 1 Volume (Completo) - 3 Caps. + Extra + 2 One (fora da história) 
Mangaká: Yagami Rina
Sinopse: Ayu e Kaho são melhores amigas desde a infância. Elas são exatamente diferentes, e mesmo ambas sendo bonitas, odeiam homens. Mas um dia, Kaho acaba se apaixonando. E coincidentemente, o mesmo menino convida Ayu para jogar futebol, e ela sente seu coração acelerar também... O que será dessa amizade?
Eu gostei desse mangá por detalhes como: Leveza na história, daquelas que você lê pra passar o tempo, sem levar sustos ou ter ataques cardíacos. Além de que quando sua melhor amiga é apaixonada por um cara, vira uma treta (bagunça) geral. 
No caso da nossa protagonista, Ayu, tendo somente Kaho como amiga ela decide sacrificar esses sentimentos desconhecidos pela sua amiga, deixando o garoto para ela. E pra você que lê mangá e vê o mesmo papo clichê de: "Você gosta dele também, não é ? " "M-Me desculpe" "Estou com tanta raiva. Mas posso te perdoar. Se você fizer uma coisa.." "O quê?" "Não se aproxime dele/Me arrume pra ele/Deixe ele pra mim", (ou seja, quando a melhor amiga é na verdade uma vadi...infeliz que só pensa em si mesma e faz a pobre da protagonista desistir do seu amoor), pode ser que venha a gostar desse mangá, pois a história desvia desse papinho.
Uma coisa que não gostei foi o fato de ser tudo rápido demais, claro que é não se dar pra ter uma história bem detalha em três capítulos, mas eu sou o tipo de pessoa que prefere ver o desenrolar de um romance, ver tudo acontecendo de forma natural, até as brigas. Porque, sinto muito, mas histórias como "Ele sorriu. 3...2... Acho que somos almas gêmeas!" são tão superficiais que cansa. 
Mas enfim, a resenha de hoje é isso e para baixar clique aqui.  

Beijos, Laura-chan.

7 de agosto de 2014

Resenha: Ranaway

Esse mangá não era um dos que escolhi fazer resenha,  mas quando li não pude deixar de pensar em compartilhar com vocês. Primeiramente, gostaria que vocês aceitassem esse mangá de braços abertos e que mesmo não tendo romance (sim, não tem, pelo menos não até agora) acho que merece ao menos uma lida, pra saber se gosta ou não.




Sinopse: O dia que, supostamente, seria o melhor da vida de Jenifer, uma violinista de dezoito anos de idade, acaba por se tornar o inicio da mais louca aventura na vida da garota. Ao chegar na universidade de musica Renard, considerada a melhor do país, ela descobre que seu nome apenas havia aparecido na lista de aprovados por engano. Ainda abalada pela noticia, ela conhece a excêntrica guitarrista Rana, que viaja de cidade em cidade de moto, se preparando para competir no Sounds of Dreams Festival, um grande festival de rock. Jenifer, sem saber o que fazer ao ver seus planos para o futuro arruinados, pede para acompanhar a garota em suas viagens. Esse é o começo da grande jornada de duas garotas que, mesmo sendo aparentemente tão diferentes, compartilham a mesma paixão. 
Mangá em Andamento.
Autores: Natália Bellieny e Raphael Cardoso.
Não posso nem falar muito porque a sinopse já diz bastante, mas na minha opinião é uma história bem interessante. Daquelas que você lê pra passar o tempo, pra dá uma pausa e descansar. Sem falar que logo eu que não tenho muito apego aos quadrinhos brasileiros não posso negar que os traços me conquistaram de certa forma. Por um momento me deixei pensar que era do exterior. Tanto que fiquei confusa no começo, pois li na forma oriental, sendo que ele se lê normal, da direita pra esquerda. 
Os responsáveis do mangá são desconhecidos e merecem uma chance, então vamos lá pessoal.
Como eu sei que mangás diferentes não tendem a chamar a atenção por texto, peguei o prólogo pra vocês sentirem um gostinho: ~O mangá é em preto e branco ta ?~




Não sei se o fato de minha pessoa gostar de Yuri influencia meu pensamento, mas eu acho elas totalmente shippáveis, #ProntoFalei -qqq. De qualquer forma, espero que vocês gostem e para mais informações clique aqui, e para ler online clica aqui
E não estou estou sendo paga para divulgar, okai ?

Logo volto com resenha de outros mangás, dessa vez shoujo, então me aguardem, babys.
Beijos, Laura u3u.

Mangás Shoujo Brasil Online ~


Boa tarde pessoas, eu vim falar sobre o MSB [O], que pra quem não sabe é o nosso blog onde é postado mangás online pra vocês, pra ir lá é só clicar aqui. Voltando, eu sei que muuuitos mangás estão parados e então gostaria que vocês dissessem aqui nos comentários qual mangá para assim minha pessoa procurar e atualizar o dito mangá, lembrando que nem todos tem capítulos disponíveis, pois algumas scans abandonam.
Então por favor me ajudem, se não ai que o blog fica parado de vez. Além de comentar aqui vocês podem falar também no ask, só que como eu não to podendo acessar o do blog podem falar no meu ? Pra ir lá é só clicar aqui e mandar o nome do mangá.
Aviso dado, então beeijos e até logo >3<
Laura.

Fanfic? É de comer ?


Sobre o titulo do post:

Ta, eu sei que aqui é um blog de Mangás, sei que eu deveria estar fazendo resenha de mangá, mas minha falta de vergonha na cara não deixa eu também posso falar de algo diferente, e mesmo que meio mundo conheça Fanfics, eu sei que ainda tem um ou outro que não conhece, então eu como uma pessoa boa e caridosa vou explicar tudo (ou ao menos tentar) sobre Fanfics, ou Fics. Whatever. pra quem não manja do inglês, significa tanto faz.

"Fanfic é a abreviação do termo em inglês fan fiction, ou seja, "ficção criada por fãs", mas que também pode ser chamada do Fic. Trata-se de contos ou romances escritos por terceiros, não fazendo parte do enredo oficial dos animes, séries, mangás, livros, filmes ou história em quadrinhos a que faz referência, ou uma história inventada por eles." - Lispector, Wikipedia.
Eu to muito palhaça, chega.


Bem, Fanfics simplesmente são histórias feitas por fãs que podem ou não ter relação com a historia original em que se baseia. Tipo, eu posso escrever sobre a Misaki e Usui (Kaichou Wa Maid Sama) em que os dois se casam tem dois filhos e um cachorro. Ou seja, fanfic é uma forma do fã reinventar a história da forma que quiser. Mas claro que não só se limita a isso, há categorias e mais categorias pra não deixar a história na mesmice. Já imaginou ver aquela protagonista fofinha mas que na Fanfic é uma assassina, ou sei lá o que ? Muito louco né, mas tem fanfic assim. Os tipos de fics são:



Shoujo, esse nem precisa explicar né ? o romance. 
Cross over, onde se misturam universos/personagens/fandoms diferentes, exemplo: Fairy Tail e One Piece.
Drabble (100 palavras) e Double Drabble (200 palavras) são as fanfics pequenas, bem pequenas. 
Yuri, romance homossexual entre mulheres e sua versão adulta (+18, sexo explicito) é chamada de Orange.
Yaoi, romance homossexual entre homens e sua versão adulta (+18, sexo explicito) é chamada de Lemon.
Fluffy, romance mais açucarado.
MPREG, Male Pregnant que traduzindo fica "Homem Grávido", ou seja, lá os homens tem suas relações e ficam grávidos. Fim.
Threesome, onde há relações sexuais entre três pessoas.
Shotacon, onde há relações sexuais com homem/mulher mais velho com um menino.
Lolicon,  mesma coisa de shotacon, mas as relações são com uma menina.
Hentai, onde há relações sexuais explicitas de héteros.
Darkfic, onde tem cenas depressivas, situações angustiantes e atmosferas sombrias.
Songfic, quando a fanfic segue acompanhada com letras de músicas, como se fosse uma trilha sonora.
Outras características importantes, são:
OC ou Personagem Original, é quando o autor cria um personagem.
POV, point of view que quer dizer ponto de vista, que indica quem narra. 
Shortfic, fanfics com poucos capítulos.
Longfic, fanfics longas que podem ser como Sagas que passam de 20 capitulos. 
Oneshot, fanfic feita por apenas um capitulo.
Depois dessa """aula""" que dei aposto que qualquer um que ler esse post, vai sair manjando das fanfics. Mas voltando, tem três sites que eu meio que recomendo pois foi lá que comecei.
~Perigo~ E quando se começa, não dá pra parar.
É um caminho sem volta.
Adeus.
Cof cof. Voltando, os sites são: Fanfiction, Nyah Fanfiction e Socialspirit. O primeiro site é em inglês mas tem várias fanfics em português e as fanfics (pelo menos as que eu li) são ótimas *3*. Lá vocês podem ler e até postar sua própria história. Enfim divirtam-se e eu também escrevo fanfics, se quiser dá uma passada no perfil clica aqui (ou aqui, se você lê no Nyah), mas não recomendo porque vocês que me conhecem sabem dos meus problemas mentais. 

Beeijos, e prometo que vou parar de enrolar e fazer resenha logo hsua.  
Laura >3<

6 de agosto de 2014

Blog de cara nova, uuhu.


 É isso mesmo pessoal, o blog tá de cara nova (como se vocês não tivessem percebido, cof) e na minha opinião ta bem bonito (e beeem largo, mas me recuso a deixar as guias embaixo da outra ;-;), principalmente essa imagem de cima, meeodeos, que coisa maar linda. Bem, eu disse que ia mudar e mudei. E antes que falem "agora posta também" eu também vou fazer isso, na verdade já tenho em mente 3 mangás pra falar (se pudesse yaoi ou yuri, ai que não ia faltar resenha hsua), eu só não fiz até agora porque eu estou mais do que sem tempo, trabalhos de escola e agora o Inter Classe (se tiver escrito errado, mil perdões gente), que é um tipo de disputa de vários esportes entre várias salas. E sem querer me gabar, mas já me gabando, minha sala ganhou tudo no vôlei, de ambos gêneros, e ainda fez 21x5 em cima de outra sala. Somos a Alemanha versão volêi, bjs.
Ta, mas quem perguntou ?
Enfim, quem lê minhas fanfics sabe que estou suuuper atrasada, espero que algum leitor não queira me matar, mas tudo bem, a vida tem dessas coisas hsua.


Resumindo, assim que puder resenhas pra vocês e tô com umas idéias de falar sobre os animes super xerosos dessa temporada. 

Beijos, Laura. Me aguardem, abores.


18 de julho de 2014

O nome do blog não é samba, mas...

O nome do blog não é samba, mas...
NÃODEIXEOSAMBAMORRER ♪♫
 Ta parei. Enfim, eu peço mil desculpas pelo sumiço, ou melhor, abandono do blog. Sei que ainda restam poucos aqui (e os que restam, me abracem seus xerosos) e eu sei que foi uma grande sacanagem ter largado o blog e ter ficado meses e meses sem postar. Eu realmente fiquei com a consciência pesando mas não deu. Ou era a escola ou era a falta de tempo. E quando finalmente fiquei de férias (Vou terminar minhas fanfics, postar as resenhas, ver todos os animes largados... ~triste ilusão~) eu acabei nem ficando em casa e claro, sem internet. E criatividade. Eu tava tipo um zumbi nessas ferias, só comia e dormia (zumbis dormem ? -q).


Eu sinto muito. Muito e muito. Mas não vou ficar apenas me lamentando, porque sei que, assim como eu, vocês não aguentam isso. Então vamos a parte boa. Eu andei pensando em umas ideias aqui. Mas preciso da aprovação da Vivi-chan, que infelizmente está ocupada demais com a faculdade e não tive uma resposta ainda. Mas espero que ela diga logo. Enfim, não criem esperanças demais mas vamos lá as minhas propostas:

- A aparência do blog. Eu já venho editando (em um blog teste) um novo visual pra cá, e na minha opinião está bem bonitinho, eu bem que queria colocar slides e essas coisas no blog mas sou iniciante no Html ;-;
- Abrir vagas no blog. Essa é uma das saídas pra fazer o blog voltar a vida, já que nem eu, nem Vivi estamos podendo postar então aumentar a familia seria uma boa ideia. 
- Posts mais interativos, sérios e engraçados. Eu pensei em fazer vocês leitores interagir mais conosco, o que seria ótimo. E falar as vezes sobre algo mais sério ou engraçado, acho que seja uma boa ideia. Mas claro, sem deixar de lado o querido Shoujo.

O que vocês acham ? Aprovam ou discordam ? Se tiverem alguma sugestão deixem aí. Caso queiram falar comigo, tem o Ask, caso falarem por lá se identifiquem (dizer que é da MSB já é suficiente). Eu vou esperar ansiosa a resposta da Vivi e qualquer coisa aviso a vocês. E claro, quando houver um tempinho vou começar uma resenha. A verdade é que nem tempo estou tendo pra ler mangá. Muito menos assistir Ao Haru Ride, que só vi um ep ;-;

Falando nele, geente que anime mais divo. Eu sinceramente estou adorando, pode até perder um detalhe ou outro, mas mesmo assim... Que coisa mais xerosa <333. Vocês vão acompanhar ?
Pra quem não conhece Ao Haru Ride/Aoharaido já foi feita uma resenha do mangá dele, se alguém quiser ler só clicar aqui. Estou pensando aqui com minha cabecinha maluca, que tal se eu fizer um post sobre essa adaptação, apontando tudo, como gráficos, cenas e tudo mais ? 

Enfim, um beeijo bem grande pra vocês e espero poder voltar logo >3<
Beejos, Laura.

Leo (VIXX) seeu divo <33 

 

16 de maio de 2014

Ginen Shounen


Oi pessoal, tudo bom com vocês ? Cá estou aqui novamente e dessa vez trago um mangá que li recentemente e eu simplesmente adorei. Suspense. Amor não correspondido. Sobrenatural. E o que nunca falta em um shoujo: Triângulo amoroso. Apesar de não ser tão grande, tendo apenas quatro volumes, eu me apeguei fácil. Enfim, vaamos logo né ?

Ginen Shounen 

Sinopse: Matataki é um colegial que vê o mundo através das lentes de sua câmera fotográfica. Certo dia, ele descobre que a luz capturada pelo obsturador de sua câmera pode não apenas revelar a brevidade de um instante alheio ao tempo, mas também ao futuro. Entretanto, o futuro retratado diante dele é aterrador e funesto. Cabe agora a Matataki sacrificar tudo pelo seu amor e pela sua própria vida para salvar seu futuro.
Mangaká: Gotou Junpei
Volumes: 4 (Completo)
Gênero: Drama, Romance, Vida escolar, Supernatural, Shounen.
Um mangá nem tanto conhecido e nem tem os gráficos divos, mas o enredo é incrível. No começo eu estava meio descrente que poderia ser um bom mangá, mas só de ler o primeiro capitulo senti que seria bom, teria suspense (o que eu amo) e romance (o que eu amo ainda mais), além de ser bem original, na minha opinião. Matataki tem um hobby (ou eu deveria dizer vício) de tirar fotos. Mas a maioria das mesmas são fotos de sua amiga, Mirai. Tipo maioria mesmo. Sinto cheiro de obsessão, hsua. Voltando, ele é caidinho por ela mas a mesma só que além dela ser uma louca que não para de participar de competições mais malucas ainda, fazendo ela estar sempre ocupada, Mirai nem imagina que ele tem sentimentos por ela, ou seja, sinto muito meu caro Matataki, mas você está na friendzone. 
"Ta e cadê o sobrenatural ?", não precisa se preocupar, pois é bem aí que vai começar as tretas. Bem já no começo do capitulo ele tira uma foto de Mirai andando de bicicleta, mas ele vê ela com roupas diferentes. Mas não fica bem entendido. Então mais tarde quando eles dois estão no lugar onde se o casal se beijar irá ficar junto para sempre, ele tira uma foto dela no altar e KAABUM (Q ?), vê Mirai em altos beijos com um cara no mesmo lugar. Se assusta e tal, até que percebe: Ele viu o futuro.E logo depois ele conhece o garoto que Mirai estava beijando na foto, o "Cara do Tênis". Mas não é só isso. Depois a paixonite dele está chegando da escola e ele vai tirar uma foto dela, mas ele vê outra coisa.
Uma coisa bem diferente.
Ele caído no chão. 
Morto.
Ele continua a tirar fotos do futuro e nenhumas são boas. Cabe a ele mudar o futuro, mesmo tendo a morte já prevista. Com a ajuda de seus amigos, Takamura, Momo-senpai e Nimi-san, ele terá que arrumar uma forma de mudar suas previsões trágicas. 
"Chegou a hora de mudar o meu futuro!" ~le eu tentando falar algo bonito sobre o mangá~.

Bem quem tiver ficado interessado e quer baixado é só clicar aqui, mas se quiser ler online, clica aqui.
Beeijos, Laura-chan >3<'


14 de maio de 2014

Resenha: REC - Kimi Ga Naita Hi



Bom, primeiramente sei que já foi postado sobre esse mangá aqui, mas puuuts ele é tão perfeito que não aguentei. Quem conhece esse mangá sabe. Quem não conhece, vai ter que conhecer. Tem que conhecer!
Se você é do tipo de pessoa que curte um romance, com suspense, esse mangá vai te conquistar. Só aviso, esse mangá é tipo "O choro é livre para todos os públicos", literalmente, porque desde de Orange eu nunca chorei tanto em um mangá. "Lindo", "Emocionante", "Tocante", ele é mais que isso. Ele é marcante, ele é excepcional, ele é aquele te arranca lágrimas, suspiros e surpresas e nunca parece ser suficiente. Apenas quatro capítulos e sinto como se fosse muito mais que isso. Não preciso nem dizer que ele entrou na minha lista de favoritos. Imagino que vocês já não devem estar aguentando essa faladeira, então vamos lá.

REC - Kimi Ga Naita Hi


Sinopse: Aizawa Minani é uma menina que nunca chorou em toda sua vida. Ela é desajeitada com seus sentimentos e sempre carrega com ela uma filmadora e grava tudo o que gosta. Por causa de suas peculiaridades, ela é rotulada como aberração e alienada por seus colegas.Satoru é seu colega de classe, ele é um ator recém aposentado que a entende. Eles rapidamente se tornam amigos, mas Satoru esconde um segredo de Minami e do mundo...
Mangaká: Makino Aoi
Volumes: 1 - 4 Capítulos (Concluído)
Talvez eu que seja coração mole demais, mas só sei que chorei. Do inicio ao fim. Do fim ao inicio. Pessoas, esse mangá é destruidor. Eu pessoalmente não gosto tanto assim de mangás curtos, porque depois fico em uma crise de "Ta e cadê o resto ? Tem resto né ? Tem que ter o resto, socoorr", mas esse simplesmente me conquistou nas primeiras páginas. Foi amor a primeira página. Eu achei legal, não só o fato dela não ter chorado uma única vez, mas também o fato do mangá mostrar como as pessoas são horríveis. A protagonista, Minani, sempre está gravando mas quando Satoru pergunta se ela quer ser diretora, ela fala "Eu não filmo pessoas. Porque eu odeio elas", eu simplesmente adorei. Ta, podem me chamar de louca.
Enfim me desculpem por repetir um mangá já postado, mas espero que as pessoas que ainda não o conhecia gostem bastante.  
Se quiser baixar clique aqui, se quiser ler online clica aqui.
Beijos (e lágrimas ~sim, eu ainda n superei T^T~), 
Laura-chan.







Resenha: The One


Olá *3*, demorei e muuito não é ? Mas é que, além de trabalhos de escola, passei por uns problemas, adoeci e entre outras coisas, o que me atrapalhou tanto pra postar, como pra postar. E eu não gosto de simplesmente digitar e postar qualquer coisa, eu reviso e as vezes reescrevo. Eu gostaria de falar pra vocês que agora eu tenho um Ask, sem ser o do blog (que pra quem não conhece ainda, é só clicar aqui), aí lá cês podem falar comigo, sugerirem mangás e até dar dicas, pra acessar o ask clique aqui. Fiquem a vontade. Agora vamos para a nossa resenha u_u

The One


Sinopse: Cane Lele nasceu na indústria da moda. Sua mãe, Ye Fei Yi, foi top model da Taiwan, e seu pai também era um modelo, até que um trágico acidente de avião deixou Lele orfã. Portanto, não é nenhuma surpresa de que Lele odeie a indústria, pensando que é superficial e desnescessário. Criada pela avó materna, Lele atinge 17 antes que ela seja sugada pela irmã de sua mãe, Ye Fei Hong, um agente de modelo fashion (e ex-modelo), convence Lele mesmo relutante, em ser modelo. Lele tinha sido adversa pela idéia, até que ela vê uma foto do popular modelo Americano Angus Lanson, e ela começa a ver a modelagem como uma forma de arte. Quando o editor da revista de sua tia Fei Hong convida Angus Lanson a uma reunião com todos os embaixadores da moda, Lele é convidada para conhecê-lo e é muito curioso. Ela não sabe de que o irmão gêmeo de Angus mais velho , Eros Lanson, vai secretamente acompanhado de seu irmão.Isso, obviamente, leva à confusão e é o ínicio de uma história encatadora de metas de Lele: moda em Nova York, tornando-se uma modelo top, e o amor?  
Mangaká: Lee Nicky
Volumes: 03 - Em andamento (17 volumes no total)


PERIGO! Cenas que podem fazer o leitor se apaixonar, cuidado.
Bom, acho que já deu pra ter uma ideia do mangá, já que a sinopse é bem grande. Bem mesmo. Esse mangá, que foi recomendado por um Anônimo (que tenho muuuito a agradecer >3<), é bem diferente. Não só por ser chinês, tendo assim traços diferentes, mas a história em si é bem original. Lele é filha de dois super  modelos chineses que morreram quando ela ainda era pequena. Só que ela não tem interesse nesse tipo de área até ver a foto de um modelo popular (que é um deus), e então decide que vai se tornar popular pra um dia vir a conhece-lo. E como sua tia era modelo, ela será sua "instrutora", e rígida é ainda um elogio pra essa criatura. Em meio a muita comédia, fotos e saltos, Lele luta pra se tornar única! (e aguentar os treinamentos da tia).
Esse foi o primeiro mangá chinês (descobri que eles são chamados de Manhua) que leio, mas mesmo tendo estranhado os traços no começo, eu simplesmente adorei a história, assumo que fazia tempo que não ficava tão empolgada com um mangá. E ele é bem engraçado, graças as dificuldades e micos que a nossa protagonista passa pra conseguir se tornar em uma modelo famosa. 
Quem ainda não leu, não sabe o que está perdendo, uma história incrível e mesmo não estando completa ainda, me conquistou. Engraçado. Instigante. E tem caras bonitos. Precisa do que mais ? haha.

Para ler online clique aqui (entretanto, só tem até o Volume 02), mas se quiser baixar: Fascinating Mystery Scans ou Baka Suki.
Espero que goostem e se divirtam lendo The One <3.
Beijos, Laura-chan

15 de abril de 2014

Notícias de Aoharaido ♥-♥

Aah meu povo <3, tudo bom com vocês ? Aqui é Laura e puts como eu sumi, hein ? Mas podem parar de chorar (não exagera laura ._.) que agora vou voltar e além disso trago uma ótima, maravilhosa e diva (q ?) notícia para vocês. Antes disso gostaria de avisar que a resenha não vai sair hoje, talvez amanhã, é que tenho que adiantar outras coisas também e não só o blog.
Nobody yes door (Ninguém sim porta). É eu sei. Enfim, é com grande alegria que aviso que Aoharaido vai ter anime. Isso mesmo A-N-I-M-E <3 Vamos soltar os fogos galera. E sim sei que essa noticia já ta meio rodada mas não é só isso. Também saiu o trailer \õ/ aaaê.

Pra você que não sabe o que é Aoharaido, clique aqui e se apaixone.

Bem, primeiramente créditos ao blog Banca do Anime pois foi lá que fiquei sabendo e pá. Na edição de fevereiro da revista Betsuma anunciou que o mangá Aoharaido, da autora Io sakisaka, ganhara um anime este ano. Sim, 2014. Dá pra acreditar ? Vou surtei. O anime terá como vozes, Yuuki Kaji (Eren de Shingeki no Kyojin e Shuu de Guilty Crown) sendo a voz de Kou Mabuchi, já para Futaba Yoshioka temos Maaya Uchida (Wakana de Pretty Rhythm Rainbow Live e Rikka de Love, Chunibyo & Other Delusions). 
Mais informações sobre o anime vão ser anunciadas na próxima edição da revista. E não é só isso, a série também vai ganhar um Drama CD com história original contando com a participação do elenco do anime, na edição de maio junto com edição limitada do 10º volume do mangá. E Aoharaido tem mais de 4,2 milhões cópias impressas, de acordo com a revista. Já lançou o trailer do anime, apesar de mostrar apenas os gráficos e creio eu que logo vão fazer outro, tipo um trailer normal mostrando um pouco da história e tal. O trailer é esse abaixo:


Mas como eu não consegui me saciar com apenas isso, andei procurando por aí e vi fãs que fizeram videos. E UOOOW, é um mais perfeito que o outro. Separei os que mais me agradaram e vai por mim, vale muuuito apena assistir. ♥-♥





Bom, tentarei voltar logo com a resenha, me aguardem :3
Beeijos, Laura-chan.