9 de fevereiro de 2016

Cheese in the Trap

Yoooooo, minna... como vocês estão? Eu estou aproveitando esse feriado para postar aqui hoje. Nossa, que saudade de vocês... estive envolvida em várias coisas, como por exemplo, lendo mangás, que em breve pretendo postar a resenha aqui para vocês, e terminando de ver o anime Nodame Cantabile (que eu amei de paixão)... Mas sem mais conversa fiada, hoje trago para vocês um webtoon que virou dorama esse ano... Estou amando essa história e espero que vocês possam gostar dela também.

Título: Cheese in the Trap
Autora: Soon Ki
Gênero: Comédia, Drama, Josei, Mistério, Psicológico, Romance, School Life, Slice of Life
(Webtoon em andamento na scan e na Coreia do Sul)



Sinopse: Seol Hong é uma jovem estudiosa e esforçada. Seu foco é conseguir uma bolsa de estudos integral. Sua filosofia é passar despercebida pelas pessoas, no entanto, toda a sua vida vai mudando quando ela conhece Jung Yu e atribui que toda a culpa do que aconteceu com ela foi dele. Depois de um período longe dos estudos, Seol resolve retomar as aulas e descobre um Jung Yu totalmente atencioso e gentil. O que será que pode ter acontecido durante todo esse tempo que ela ficou longe de tudo e de todos? Alguém pode mudar tanto assim em tão pouco tempo?

O que achei: Sou extremamente suspeita para falar dessa história, porque eu estou apaixonada-enlouquecida por ela. Gosto de temáticas mais adultas e sem muita enrolação. Mas estou mais do que ansiosa para saber o tal segredo que Jung Yu esconde em relação ao seu passado. Além disso, Seol é muito desconfiada e não sabe se deve mesmo acreditar em Jung Yu, visto que ele a tratou super mal um ano atrás. Vale salientar que como é uma história longa, não dá para eu falar de tudo e muita coisa que eu falar pode ficar meio vaga na cabeça de vocês, então, vou fazer um pequeno resumo.

Seol é uma aluna esforçada e tenta ao máximo conseguir uma bolsa de estudos, graças a Jung Yu, ela consegue a bolsa e depois de um ano, ele se mostra muito gentil, deixando nossa heroína muito desconfiada e sem entender nada. Devido a essa mudança repentina, muitos fantasmas do passado de Seol e de Jung reaparecem deixando Seol ainda mais desconfiada em relação a Jung. As coisas começam a esquentar mais ainda quando Baek In Ho e sua irmã In Ha aparecem na história. Muitas confusões, intrigas e romance nos aguardam nessa webtoon que fisgou meu coração. Super recomendo!! E deixo para vocês esse gif super lindo que encontrei por aí... adorando essa história e espero que vocês também gostem... Um ótimo feriado para vocês, minna. Kissu.


Onde encontrar: A webtoon já vai na 4ª temporada lá na Coreia, mas pode ser encontrada traduzida até a 2ª temporada (capítulo 84) para ler online no site do Toyume ou no LINE Webtoon (selecionar idioma). O dorama ainda está em lançamento e pode ser encontrado para ver online no DramaFever.

18 de janeiro de 2016

Minha lista - Animes da Temporada de Janeiro 2016

Nunca fiz isso antes, mas já vi vários blogs fazendo. Sei que o foco aqui é mangá, mas animação é uma coisa maravilhosa também. No fim, pensei: poxa, a galera tem umas primeiras impressões tão diferentes das minhas --'
Então eu quis fazer isso, um ponto de vista de alguém que provavelmente compartilha dos mesmos gostos que vocês, essa página vai ser constantemente atualizada com o andamento dos episódios, afinal, impressões mudam. Vou ver se dá certo, se der repetirei no futuro, vocês me dirão! Quero avisar também que eu não assisto tudo, só o que chama a minha atenção mesmo e nessa temporada foram 11 animes, 2 continuações.
Vamos lá?

- Animes de Continuações -

Yami Shibai - Histórias de Terror Japonesas III
Assistido até o episódio 2 ou 28 (sem contar a divisão de temporadas)
Gênero: Terror
Sinopse: Yami Shibai - Histórias de Terror Japonesas assume um formato de narrativa que explora a rica cultura oculta do japão, as técnicas de narrativa desta nova série irão imitar o Kami Shibai - uma técnica de narrativa tradicional japonesa inspirada pelo uso artístico de figuras de papel e rolos de pintura.
Comentários: Esse aqui provavelmente não interessa muito ao público aqui do blog, mas eu amo terror. Provavelmente conheço todos os animes do gênero relevantes lançados desde o ano 2000 e esse anime vai bem em sua proposta. Aqui entramos na terceira temporada que de cara já teve histórias bem mais interessantes que a segunda temporada inteira, para minha felicidade doentia! São histórias bem curtas, então não faz mal dar uma olhadinha, já que os episódios só duram 3 minutos. A animação é bem peculiar, mas por ser curto não incomoda muito, e você passa até a se acostumar.
Minha nota: 7,5

Akagami no Shirayuki-hime 2ª Temporada
Assistido até o episódio 1 ou 13 (sem a separação do cour)
Gênero: Drama, Fantasia, Romance, Shoujo
Sinopse: A história gira em torno de Shirayuki, uma garota que trabalha como médica e uma cidadã comum de Tanbarun, exceto pela rara coloração de seu cabelo, que é vermelho. Isso chama a atenção do príncipe desse reino, que a obrigada a se casar com ele. No entanto, em resposta a esse “pedido” de casamento, Shirayuki corta seu cabelo e foge de Tanbarun. Durante a fuga, ela conhece o príncipe Zen, do reino vizinho.
Comentários: Akagami voltou como foi, meio parado. Não me leve a mal, adoro shoujos, mas não sou tão animada com essa obra como outros comentadores têm se mostrado. Acho ele parado demais, faltam alguns problemas mais sérios ou pelo menos alguns personagens mais intensos, malvados, sei lá... Parece que todos desse anime são bonzinhos e fofos, e acaba que a história fica bem água com açúcar, não acho que isso faça com que as pessoas queiram comprar e acompanhar, acho que foi por isso que o Bluray flopou. O que quero dizer é que há shoujos tão mais interessantes que Akagami para serem animados, shoujos em que as coisas realmente acontecem. Me sinto mal quando animes shoujos flopam, temo que no futuro eles desistam de animar obras do gênero. É frustrante.
Minha Nota: 7,8

- Animes Estreantes -

Prince of Stride: Alternative
Assistido até o episódio 2
Gênero: Esporte, Otome Game
Sinopse: O jogo gira em torno do Stride, um esporte radical em que os seis integrantes da equipe correm pela cidade numa corrida de revezamento, que os estudantes de diversas escolas disputam a principal competição de Stride do leste do Japão, o “End of Summer”. Os alunos do primeiro ano da Escola Hounan, Takeru Fujiwara e Nana Sakurai, querem reabrir o antigo clube de Stride da escola, mas para isso eles precisam recrutar mais membros e fechar seis integrantes na equipe. Quem eles mais querem para a equipe é o talentoso Riku, mas este se mostra extremamente desinteressado na ideia.
Comentários: Esse anime foi uma surpresa para mim. Realmente gostei do esporte e gosto de ver as corridas, mas como nem tudo é perfeito, vamos explicar um problema: é baseado em um otome game. Vejam, eu adoro haréns reversos (cheios de personagens bonitos) e animes baseados em jogos (geralmente porque eles tem finais fechados e gosto de finais assim), o que difere da maioria das outras pessoas. Portanto, amo animes baseados em jogos otomes, mas também tenho raiva deles porque é difícil essas adaptações escolherem a rota de algum garoto e o final harém-todos-são-amigos costuma a aparecer e me deixar irritada. Gostaria, na verdade, de falar várias coisas sobre o assunto, mas vou direto ao ponto aqui. Tentativa de fazer um novo Free!! e  fanservice yaoi. Desde o primeiro episódio já notei que eles iriam ignorar as rotas gerais de romance e focar em esporte e fanservice, fiquei meio revoltada com a protagonista aparecendo tão pouco na opening por exemplo, mostrando que a intenção é vender o anime para o público fujoshi. Frustração define. Mas ainda tenho esperança de um desenvolvimento repentino entre Nana x Riku, mesmo sabendo que eles obviamente querem mostrar Takeru x Riku.
Minha nota: 8,3

Haruchika: Haruta to Chika wa Seishun Suru
Assistido até o episódio 2
Gênero: Mistério, Romance, Escolar, Slice of Life
Sinopse: As novels contam a história de dois estudantes chamados Haruta e Chika que são membros de um clube de instrumentos de sopro que está à beira do fechamento. Ambos são amigos de infância e passam seus dias praticando e tentando recrutar novos membros. Quando ocorre algum incidente em sua escola, ambos trabalham juntos para resolvê-los.
Comentários: Não sabia bem o que esperar dessa obra, pensei que seria um romance colegial com envolvimento musical e mistério (?), mas não é bem isso... Bom, na verdade é mais complicado que isso. O garoto faz uma revelação logo no final do primeiro episódio e isso muda todo o possível desenvolvimento da história. Um triângulo amoroso formado do pó, gosto de chamar assim. Eu meio que gosto do fato dele ter uma queda pelo professor, e se o resto da história desenvolver ele bem, a história de Haruchika (já tem nome para o shipp!) ficaria bem mais romântica. Porque tá na cara que em algum momento esses dois vão se interessar um pelo outro, não é possível que o material de divulgação seja tão mentiroso! O que me deixa meio nervosa é que essa obra se baseia em uma novel que ainda está em andamento, então ou vai ter final filler ou o final vai terminar cheio de coisas por resolver (aposto na segunda opção, em decorrência da cena inicial do primeiro episódio). Claro, há também uma pequena chance do anime terminar junto com a novel (mas se não foi anunciado nada do tipo até agora, então esse é mais um sonho impossível).
Minha nota: 7,9

Musaigen no Phantom World
Assistido até o episódio 2
Gênero: Ação, Fantasia, Sobrenatural
Sinopse: A história nos leva a um futuro próximo em que espíritos e monstros são comuns. Um menino chamado Haruhiko Ichijou lidera um grupo de adolescentes com habilidades especiais que irão enfrentar uma grande organização que tira proveito de algum incidente e, ao longo do tempo, que irá levá-los a descobrir a verdade por trás de seu próprio mundo.
Comentários: Sobre essa obra, gosto dos animes da Kyoto Animation, porque sempre tem um traço agradável e algum casal adorável (é sério, é tipo um padrão), mas esse aqui foi meio WHAT? Não gostei do fanservice sem sentido com a menina pegando nos peitos, mas de resto fiquei mais para um ok. Não há muito a se dizer da história, que explica muito e eu ainda não entendo quase nada... Estou esperando algo legal acontecer, por enquanto não estou muito animada, mas enfim. Gostei e não gostei, é diferente e estou torcendo para o final ser decente.
Minha nota: 7,9


Boku dake ga Inai Machi
Assistido até o episódio 2
Gênero: Psicológico, Seinen, Sobrenatural, Mistério
Sinopse: Conta a história de Satoru, um mangaká que tem a capacidade de voltar no tempo e evitar mortes. Quando sua mãe foi morta ele volta no tempo para resolver o mistério, mas acaba retornando para a escola primária, pouco antes do desaparecimento de seu colega de classe Kayo.
Comentários: Uoou, fazia tempo que não via algo assim. Essas histórias que passam em 19** me dão um ar meio de terror, mesmo quando não é a intenção e eu AMO isso. Bom, no caso desse anime, teremos algumas cenas no tempo atual e outras na escola macabra hahaha Tudo bem, não é tão macabra assim. Já fiquei sabendo que terá um final fechado e isso sempre ganha pontos em minhas avaliações. Eu sinto que este aqui será especial. Recomendo que deem uma olhada.
Minha nota: 9,0

Shoujo-tachi wa Kouya wo Mezasu
Assistido até o episódio 2
Gênero: Escolar
Sinopse: Buntarou não sabe o que ele quer fazer no futuro. Ele não tem qualquer tipo de sonho que deseja seguir, de modo que, atualmente ele só passa os dias andando com seus amigos. Um dia, sua colega Sayuki pergunta se ele quer ajudar com o desenvolvimento de um gal game. Ela diz que tinha se interessado por sua ajuda depois que leu um de seus trabalhos destinados ao clube de teatro. Buntarou não sabe nada sobre os gal games, mas Sayuki afirma que ela tem a capacidade de torná-lo um sucesso. Eles podem fazer o jogo, e que será um sucesso como ela afirma que será? Esta é a história de jovens que tomam um passo ousado em direção ao desconhecido…
Comentários: Estreia fraca, personagens genéricos. Quase dropei no primeiro episódio, mas estou feliz de ter aguentado até o segundo, já que há uma relativa melhora. O fato deles quererem fazer um otome game tem me incentivado, mas por enquanto, não é o suficiente para eu chegar e dizer para vocês "continua assistindo que fica melhor". Espero mais episódios para melhorar esta avaliação.
Minha nota: 6,5

Norn9: Norn+Nonet
Assistido até o episódio 2
Gênero: Aventura, Fantasia, Romance, Shoujo
Sinopse: No game para PSP, o jogador pode escolher entre três meninas diferentes para ser a heroína, cada uma com seus próprios par para o romance. Uma determinada canção transporta um menino chamado Sorata Suzuhara a uma época e lugar diferente.
Quando Sorata recobra a consciência, ele encontra-se em um lugar desconhecido – uma antiga cidade, repleta de tons de sépia. A cena é exatamente como as fotos da era Meiji e Taisho que ele via em livros didáticos. Sorata então, encontra três meninas e nove jovens neste mundo, e embarca em uma jornada nos céus com eles no gigante dirigível Norn.
Comentários: Ok, a minha avaliação nesse anime em específico, é bem guiada pela minha paixão por adaptações de otome games com rotas definidas. Acho que todos deveriam ser assim (ouviu, UtaPri?), e esse é bem sincero no que diz respeito a casais, gosto da ideia do isolamento, gosto da personalidade das garotas (mesmo que genéricas). Virou meu favorito da temporada. Se gostam de romance, por favor, assistam.
Minha nota: 10

Hai to Gensou no Grimgar
Assistido até o episódio 2
Gênero: Ação, Aventura, Drama, Fantasia
Sinopse: Viver não é fácil.
Quando Haruhito acorda, ele está no escuro.Ele não sabe onde está, porque está ali, e de onde veio.
Em torno dele há vários homens e mulheres nas mesmas circunstâncias.
Juntos, eles avançam para a frente para longe da escuridão, e um mundo que nunca viram antes chamado de “Grimgar” estende-se diante deles.
Memórias, dinheiro, poderes especiais – Esta é a realidade que nós que não temos nenhuma destas coisas obtivemos.
Comentários: Eu vim aqui porque o design dos personagens era lindo e, bem, sou uma grande fã de SAO, então sempre que aparece algo do estilo eu dou uma verificada. Gostei desse, mas estava esperando algo um pouco mais rápido. Já li que a novel é parada assim mesmo, e li também que por enquanto tá sem romance para a minha tristeza, a garota de trança é tão shippável. O segundo episódio foi meio que desperdiçado com o lance de admirar o sol também, mas ainda é interessante, para mim, acompanhar.
Minha nota: 7,8

Nijiiro Days
Assistido até o episódio 2
Gênero: Comédia, Shoujo, Slice of Life, Romance
Sinopse: A historia gira em torno de um grupo de quatro estudantes que são grandes amigos: Natsuki, Tomoya, Keiichi e Tsuyoshi.
Nenhum dos quatro participam de clubes, e se dedicam a passar os dias juntos se divertindo, sendo que o tema principal de conversa é o amor. Natsuki gosta de Anna, uma garota de outra classe, e seus amigos tentam meter-se no assunto para ajuda-lo.
Comentários: Um shoujo bonito no que diz respeito a personagens, mas ainda não é "aquele" shoujo. Gosto dos rapazes e da maioria das garotas, mas o sistema de um pouquinho de desenvolvimento aqui e outro acolá me irrita um pouco. O casal principal é meio sem graça até então (mais pela personalidade da menina), mas o outro casal que surge no episódio 2 é interessante, me faz desejar eles como os protagonistas. Mas indico, é bem cute e leve. Ah, esse anime é curto, são apenas 10 minutos por episódio.
Minha nota: 8,0

Ao no Kanata no Four Rhythm
Assistido até o episódio 1
Gênero: Drama, Romance, Escolar, Sci-fi
Sinopse: A história se passa em um arquipélago de quatro ilhas localizado ao sul de um moderno Japão. Depois da descoberta de uma substancia chamada anti-grávitons, veio a invenção dos sonhos: sapatos que permitem que as pessoas voarem pelos céus (“grash”). Eles introduziram as pessoas em um novo domínio, permitindo o voo com apenas da própria força do corpo, sem penas ou motores. Isso levou ao surgimento de um esporte, o “Flying Circus” (briga de cães de raça).
O protagonista, que tinha um grande futuro no esporte desistiu de tudo depois de uma derrota esmagadora. No entanto, ele conheceu a estudante transferida Haruka Kurashina, e ao ensiná-la a voar pelos céus, a velha paixão retorna, e ele participa do Flying Circus novamente
Comentários: Nem sabia o que esperar daqui, é baseado em uma visual novel então espero que sigam a rota de alguma garota (provavelmente a da de cabelo rosa), minha opinião ainda é difícil de ser elaborada porque só assisti um episódio, mas espero atualizar este artigo no futuro.
Minha nota: 7,8

Saijaku Muhai no Bahamut
Assistido até o episódio 1
Gênero: Ação, Ecchi, Fantasia, Harém, Romance, Escolar, Sobrenatural
Sinopse: A história é estrelado por Lux, o ex-governante de um império chamado Arcadia que caiu em uma rebelião há cinco anos. Lux inadvertidamente entra na área de natação de uma residência feminina, onde ele vê a nova princesa do reino, Lisesharte, nua, e a deixa com raiva. Lux desafia Lisesharte para um duelo de Drag-Ride que são armas mecanizadas retirados de antigas ruínas em todo o mundo. Lux costumava ser considerado o mais poderoso Drag-Knight, mas agora considerado um covarde porque não ataca em combate. Depois de seu duelo com Lisesharte, acaba vendo as mulheres que frequentam a escola onde eles treinam meninas para se tornarem Knights.
Comentários: Tudo bem, eu costumo assistir os haréns genéricos das temporadas pelo romance. Essa é a verdade, eles estão longe de ser meus preferidos e odeio os fanservices exagerados, mas assisto de qualquer forma. Esse foi legal, melhor do que eu pensava e o romance com a garota principal me interessou, então devo continuar assistindo. 
Minha nota: 7,5

Kono Subarashii Sekai ni Shukufuku wo!
Assistido até o episódio 1
Gênero: Aventura, Comédia, Fantasia, Sobrenatural
Sinopse: A vida de Satou Kazuma, um hikikomori que gosta de jogos, muito em breve chegou ao fim por causa de um acidente de trânsito… Deveria ser, mas quando ele acorda, uma linda menina deusa aparece diante de seus olhos. “Ei, eu tenho algo um pouco agradável para você. Quer ir para outro mundo? Você pode ter apenas uma coisa de sua escolha junto com você. Então eu vou levá-lo”. Daqui em diante, a grande aventura de subjugar o Demon King começará para Kazuma reencarnado, Ou assim se poderia pensar, mas é o trabalho para a obter alimentos, roupas e abrigo começa! Apesar Kazuma querer viver em paz, a deusa acaba causando problemas, um após outro, e eventualmente, eles atraem a atenção do exército do rei demônio.
Comentários: Nem ia assistir esse, mas fiquei curiosa quando dei uma olhada nos comentários do Anitube e dei uma chance. Pensei que iria dar na metade do episódio e eu droparia, mas felizmente o episódio me prendeu até o final. Espero que essa pegada não seja só no começo, porque esse não é o tipo de anime que costumo ver, então se os episódios não chamarem minha atenção eu paro sem piedade. Por enquanto, muito bom!
Minha nota: 8,0

- Animes que eu vou/devo assistir futuramente -

Durarara!!x2 Ketsu 3ª parte
Gênero: Ação, Mistério, Sobrenatural
Sinopse: Terceira e parte final da segunda temporada da série.
Comentários: Já assisti a primeira temporada e estou parada na 1ª parte do Ketsu há um bom tempo. Mas pretendo voltar a ver.

Ansatsu Kyoushitsu 2ª Temporada
Gênero: Ação, Comédia, Escolar, Shounen
Sinopse: Uma história bem-humorada e cheia de ação que se desenrola à volta de uma classe de desajustados que estão a tentar matar o seu novo professor – um polvo alienígena com poderes bizarros e super-força! O professor acabou de destruir a lua e ameaça destruir a Terra – a menos que os seus alunos o destruam primeiro. O que torna as coisas mais complicadas é que ele é o melhor professor que eles já tiveram!
Comentários: Parada desde o episódio 5 da primeira temporada, mas pretendo voltar no futuro.


Phantasy Star Online 2 The Animation

Gênero: Sci-Fi
Sinopse: O anime contará com uma história original que ocorre na Terra em um futuro próximo.
Comentários: Fiquei interessada por ser uma adaptação de jogo (?) e o design dos personagens ser atraente. Vou ver se assisto ou não.




Por fim, quero perguntar se alguém tem algo para me indicar. O resto não me chamou atenção, mas não é legal julgar por uma sinopse ou uma imagem, então se houver algo que mereça uma chance e eu não dei, por favor me digam!  Atualizarei esse post sempre que houver algo relevante sobre o andamento dos episódios.
Peguei algumas das sinopses do Hqs News, lá há um artigo com outros animes dessa temporada e a impressão de outras pessoas, para o caso de vocês quererem uma segunda opinião.
Comentem se gostarem da ideia, para que eu possa fazer o da próxima temporada!

Extras:

[Nijiiro Days] Melhor casal do anime até agora.
[Norn 9] Morri com essas poses na opening, principalmente a da esquerda.
[Musaigen no Phantom World] Melhor garota do anime até agora, já estou shippando ela com o protagonista e sendo otária, porque já peguei um spoiler cabuloso sobre um timeskip louco e novas heroínas no anime. Tô confusa e curiosa, bom, vamos ver.
[Nijiiro Days] Boatos de que o melhor casal é esse, esperando ela aparecer para poder shippar hahaha
[Norn 9] Tô shippando DEMAIS, muito lindos! Achei que ela iria ser caladona, mas ela já fala que nem gente normal e esse boy me lembra o Nathaniel do jogo Amor Doce e sou justamente Nathaniete *-*
[Hai to Gensou no Grimgar] Best girl do anime, preciso shippar ela com alguém!
[Nijiiro Days] Todas as garotas e seus os rapazes!

Histórico de Edições: -

By: Vivi-chan

Koisuru Harinezumi

E aqui vamos com mais um shoujo que tenho lido. Bem light por sinal, eu gosto desse tipo quando é feito de um jeito tranquilo como esse é.
Koisuru Harinezumi
É o tipo da coisa... Sabem aqueles mangás em que o maior problema é "nossa, será que ele me ama?", "será que ele está com ciúmes?", "tenho que entregar chocolates no dia dos namorados, mas ele não gosta de coisas doces!" e no último volume acaba acontecendo algo totalmente atípico como uma viagem de última hora, uns "sempre vou te esperar ali e acolá" e BAM, 3-8 anos depois o grande reencontro e fim do mangá? Não curto muito esse tipo de desenvolvimento repentino, gosto quando é bem feito e bem trabalhado. A verdade é que sinto que falta drama mais sério nos shoujos em geral, claro que é difícil exigir isso quando se têm personagens colegiais, mas enfim...
Agora falando do Koisuru Harinezumi, ele é um mangá tranquilo, o nível de drama é moderado e tem comédia moderada também. Gosto disso. Gosto desse mangá.
Sua história conta com uma garota bem fofa chamada Kii e seu colega de classe chamado Kazuki que é o tipo de cara que sempre é mal interpretado e que por causa disso, não tem amigos ou interage com as pessoas. Premissa clichê, de fato.
Gosto muito dos dois protagonistas, e como já mencionei antes, todo o mangá é super tranquilo. Infelizmente tenho uma impressão de que a autora foi forçada a encerrar a história, também posso estar errada, mas acredito que faltou mostrar um epílogo timekip. Faltaram alguns personagens importantes serem mostrados no último capítulo, mas nada que mude a apreciação da obra. O final é bom sim, bem fofo como tudo nesse mangá.
Agora entre tantas coisas boas, devo dizer que o enredo desse mangá tem algumas incoerências. Posso citar duas que me incomodaram um pouco, a primeira é um spoiler, então se quiser ler, selecione o texto a seguir: Kazuki ter uma ex-namorada ficou meio forçado, no começo do mangá ele era o tipo de cara que além de não saber nada sobre amor, comparava a Kii com um bebê a todo momento. Ele não parecia ser o tipo de cara que tivesse envolvimento com qualquer tipo de relacionamento anterior. E isso se reflete ao fato dele ter "gostado" da mãe do bebê (cujo nome eu não recordo) e não perceber até Kii pressiona-lo. Achei forçado, como algo que não foi planejado desde o começo e eles colocaram na história porque precisavam de enredo, simples assim.
A segunda é referente ao penúltimo capítulo (23), que foi meio ilusório. Ok, é a magia do shoujo, mas ainda estranhei. Kii resolve um problema familiar de anos da família de Kazuki em um único fucking capítulo.
De resto o mangá é todo amorzinho. O traço é fofo como os personagens e me agradou muito também. Se você quiser dar uma olhada, em espanhol ele está completo (são um total de 24 capítulos) no TuMangaOnline, em português, até o capítulo 3, no Mangás Host e a scan que está traduzindo é a Aoki Scan.
É isso por hoje, abraços.
By: Vivi-chan

4 de janeiro de 2016

Hirunaka no Ryuusei

Bom, 2016 é um ano apocalítico mesmo. Cá estou eu com uma resenha (que é algo bem mais elaborado que uma dica) para dizer a vocês que eu ganhei um novo mangá favorito!
"Mas, Vivi-chan, não era Moe Kare!!?"
"Era sim, mas eu meio que coloquei ele no meu segundo lugar"
Hirunaka no Ryuusei
Conversas comigo mesma a parte, venho vos falar de HNR. É um mangá relativamente recente, que me fez lembrar porque eu amava tanto shoujo e ainda amo. Sobre a história, vou fazer minha própria sinopse confusa, vamos ver se faço direito...
Suzume e Shishio (Shipp: Shizume)
Começamos com uma premissa relativamente clichê: uma garota do interior se mudando para a cidade grande e (surpresa!) se perdendo logo de cara na cidade só para ser salva/encontrada/ajudada por um boy magia super gato. Até aí tudo ok, nada de diferente, além do fato da protagonista (Suzume) ter uma personalidade relativamente peculiar. Bem, Suzume é do interior e ela não é exatamente delicada ou extremamente feminina, ela também costuma ter cara de paisagem, sabe, nesse mangá você vai ver expressões de raiva, susto, descontentamento, encantamento e vergonha na cara de todos os personagens, menos na de Suzume, mas isso não quer dizer que ela não está sentindo nada, pelo contrário, ela é sim sentimental. Por isso, às vezes ela está sentindo alguma coisa e você como leitor não nota, o que faz com que ela tenha uma atitude que te surpreenda, que você não esperava. Ou seja, não é só o garoto em questão que tá com a cara no sol, você também baby.
Suzume e Mamura (Shipp: Mazume)
Enfim, continuando... Depois de coincidências bastante convenientes, descobrimos que o boy magia é na verdade professor na escola da Suzume (o novinho é veinho, mas um veinho mucho gato), seu nome é Shishio, mas sacomé, o nome vira Sensei. Até aí, tudo é mais do mesmo, mas algo me prendeu nesse primeiro capítulo e isso foi a introdução direta do Mamura. Tá, não tem nada de mais, apenas o esforço da autora em mostrá-lo logo no primeiro capítulo, meio que dizendo "Estão vendo esse aqui? Ele vai ser importante" e como para bom intendedor, meia palavra basta, já sabemos que vai ter triângulo amoroso sim. Agora o que Hirunaka tem de tão incrível é como ele desenvolve todo esse triângulo.
A questão é que você está acostumado com a fórmula mágica e aquela historinha com a protagonista se apaixonando, o cara gostando dela também, acontece alguma coisa (ex-namorados, problemas de família, problemas de trabalho etc...) aí aparece o garoto perfeito gostando da protagonista, sendo um príncipe a todo momento e no final ela diz que continua amando o primeiro e volta para ele, deixando o cara que foi um príncipe para ela durante a história inteira de coração partido. FIM.
Aqui a fórmula muda. Quando a fórmula é usada, nós sabemos desde o começo quem a protagonista ama e com quem, cedo ou tarde, ela vai terminar ficando. Mas lembram que eu disse que a Suzume não tem expressão? Então, ela dificilmente nos dá dicas sobre o que está realmente sentindo. Tudo o que temos são seus pensamentos carregados de confusão.
Voltando para a parte do desenvolvimento, outra coisa legal é que não há necessidade de você ver todos os personagens em todos os capítulos.
"Como assim, Vivi-chan?"
Pensem assim, enquanto Suzume está com Shishio, ela está só com Shishio. Vocês nunca vão ver o Mamura aparecer coincidentemente do nada, não vão ver ele atrapalhando os momentos dos dois e vão ver ele realmente respeitando com quem a Suzume quer estar, de quem ela gosta e o que ela quer fazer. A mesma coisa para o Shishio. Quando acontece algo do tipo, o lance é natural.
Então temos, por exemplo, 3 capítulos focados em como a Suzume está começando a perceber seus sentimentos pelo menino X enquanto realmente passa um tempo com ele.
Na verdade eu meio que queria encher esse artigo de spoilers e falar como o desenvolvimento dos sentimentos de Suzume foram bem feitos (há pistas no mangá inteiro sobre o que ela está realmente sentindo, mas você deve ler tudo pelo menos duas vezes para notar -eu já li 4 vezes-).
A própria moral do mangá (tem tipo isso no fim, com todo o lance da estrela cadente) é um grande spoiler de com quem ela fica.
Por fim, quero dizer que AMO esse mangá, ele é meu xodó e eu espero que se você for ler, goste tanto quanto eu. Shippe com sabedoria, eu fui feliz no final, espero que você seja também e não esqueça de ler os extras! Eles acrescentam muito ao final da história.
Só ressaltar que acho o traço dessa autora maravilhoso, principalmente nos personagens masculinos. Shishio e Mamura são maravilhosamente belos.

É isso, se quiser ler, o mangá está disponível por completo para leitura online na Union Mangás, Mangás Host e devo dizer que ainda falta um extra (o melhor!) ser postado em ambos os sites. Ele é o mais recente e só está disponível em espanhol até então, no Hirunaka no Fansub.
Abraços, espero vê-los em breve.
By: Vivi-chan

23 de dezembro de 2015

Sumire Syrup

Yooooo, minna.... eu estava aqui à toa, arrumando meu guarda-roupa, avaliando as roupas que vou aproveitar e continuar usando e as que não cabem mais em mim... pois é, minna... mundo cruel, vida cruel que faz a gente engordar... risos... Enfim, nem ia aparecer tão cedo por aqui, por causa das festividades e tal, mas eis que me vem à mente esse mangá super fofo que li uns meses atrás... a história é super agradável e para fãs de shoujo escolar, é uma boa sugestão, já que nossa heroína foge um pouco das heroínas de shoujo escolar tão clichês que estamos habituados a ler por aí...

Título: Sumire Syrup
MangakáSatou Kaede
GêneroRomance, School Life, Shoujo
(Mangá completo na scan - volume único)



SinopseMiyatani Sumire é uma jovem bastante indecisa. Mas apesar da sua indecisão, ela é um amor de pessoa. Após uma casualidade do destino, ela conhece Moriyama Kei, que é totalmente o seu oposto. Além disso, Moriyama é kouhai de Sumire, mas estranhamente, os dois se tornam grandes amigos... entretanto, Sumire começa a sentir algo por ele, será que eles dariam certo se são tão diferentes um do outro?

O que acheiAchei esse mangá ótimo! Sabe aquele shoujo que é fofo e bem desenvolvido e bem inteligente ao mesmo tempo? Pois é, Sumire Syrup é esse shoujo. E o engraçado é que você só vai entender o significado de syrup no final do mangá (syrup significa calda doce), quando.... então... fiquem com o gostinho de quero mais para descobrirem isso... Como sou má... kkkkk.... Brincadeiras à parte, a Sumire é uma personagem muito fofa e se você associa heroínas fofas a heroínas indefesas, please, esqueça isso agora. Sumire é super de boa em relação às coisas e apesar de alguns clichês, a história não é corrida, tudo acontece como se fosse programado pra acontecer no tempo certo. Eu super curti esse shoujo e super recomendo. Achei uma graça!



O mangá ainda traz um extra que conta a história de como Sumire e a sua melhor amiga, Azusa, se tornaram grandes amigas... Vale conferir... esse extra é muito amor e prova de que amizade é um bem super valioso e importante. Então, amores... corram para ler que esse Natal está super recheado de dicas pra vocês *---*

Onde encontrar: Antes que eu esqueça, desejo a todos vocês um Natal cheio de paz e amor! E que nossa paixão por mangás/animes continue firme e forte por muitos e muitos anos... Agora vamos ao que interessa. O mangá foi traduzido em português de Portugal pela scan Fascínio Asiático. É possível fazer o download ou ler online no site do Central de Mangás. No mais, amores, se der na telha, ainda apareço aqui de novo antes do final do ano, caso não, um Ano Novo repleto de paz e luz para todos!! Beijos e até a próxima postagem.

22 de dezembro de 2015

The Poisonous Flower

Yoooooo, minna.... olha eu por aqui de novo!! De fato, estive sumida... mas vou tentar aparecer ao máximo... e para essa semana de Natal trago para vocês uma sugestão bem hot... Àqueles que adoram um bom smut e são fãs da diva-maravilhosa Shinjo Mayu, embarque nessa leitura e se divirta... vamos lá?

MangáThe Poisonous Flower
Mangaká: Shinjo Mayu
GêneroJosei, Romance, Smut, +18
(Oneshot completo na scan)



SinopseMisaki sonha em ter uma noite de amor com o seu ídolo, Michiru. Mas esse é o sonho de várias garotas, pois todas elas são loucas pelo estilo playboy malvado dele. Certo dia, Misaki é informada que Michiru está sozinho num bar, ela vai até lá e consegue realizar seu sonho, mas o que ela nunca imaginou que aconteceria, aconteceu. Será que ela conseguirá lidar bem com tudo isso?

O que achei: O que falar dessa oneshot? Bem... vou ser bem sucinta, até porque não quero estragar surpresas de ninguém. A Shinjo Mayu tem um dom incrível em conseguir te envolver em suas histórias. Para os que não curtem smut ou histórias mais calientes aconselho que passem adiante. Mas para aqueles que adoram uma pitada mais "quente" é só correr para o abraço...



A história nos apresenta uma fã enlouquecida pelo seu ídolo, que tinha tudo para se decepcionar com ele por ele ser super mulherengo, mas como nessas histórias sempre nos aguardam boas surpresas, Misaki e Michiru se envolvem sexualmente. Até aí, nada demais... afinal, sexo casual acontece muito por aí... No entanto, Michiru acaba indo atrás dela sem lhe dar sossego.

Uma história curta, porém bastante divertida e agradável. Fãs de Shinjo Mayu não podem deixar de ler essa onsehot... aos demais que adoram temáticas mais adultas, não deixem essa oportunidade passar... No mais, amores... Feliz Natal e tudo de bom para todos nós... esses são os meus mais sinceros votos de felicidade para esse Natal  *---*

Onde encontrar: A oneshot pode ser encontrada para download no site do Baka Suki ou para leitura online no Batoto... No mais, divirtam-se e boa leitura nessa semana de Natal... Ho ho ho...

30 de novembro de 2015

Nanohana no Kare

Yooo, minna... quanto tempo! Estive super ocupada esses dias, cheia de provas pra fazer e ainda estou cheia de provas, mas digamos que eu esteja procrastinando... e isso eu sei fazer de melhor na minha vida, mas sei que na prova de amanhã, posso me sair super mal, mas enfim... Hoje eu trago mais uma sugestão super legal de um mangá que está sendo lançado pelo MOW... então, se você ainda não tem cadastro lá, corre pra se cadastrar... você precisa ler esse mangá!

Mangá: Nanohana no Kare/ Nanoka no Kare
Roteiro/ Arte: Tekkotsu Saro/ Toumori Miyoshi
Gênero: Drama, Romance, School Life, Shoujo
(Mangá em andamento na scan - capítulo 5, volume 1)




Sinopse: As amigas de Nanoka não pensam em outra coisa, a não ser em garotos. Quando suas amigas começam a namorar, elas passam a deixar Nanoka de lado. Sentindo-se sozinha e abandonada, Nanoka se lembra de seu antigo namorado... triste e sozinha, ela acaba se declarando para um garoto que nunca viu, mas por mais estranho que possa parecer, esse rapaz de alguma forma se sente atraído por ela.

O que eu achei: Nanoka tem duas amigas que a gente nem deveria chamar de amigas, uma é meio lesada e a outra é a encarnação da inveja e do recalque. A Yuuko é o tipo de amiga que só está feliz se você estiver na pior. Mas eu espero profundamente que a Nanoka supere isso logo e faça boas amizades ao longo da história. Uma coisa que achei interessante nesse mangá é que Nanoka faz sim o perfil menina pura, meiga e gentil, mas ela tem um quê de desencanto pelos amores da vida. Depois de um relacionamento malfadado e de um ex-namorado cretino, ela resolve que não precisa de namorados, até inusitadamente se declarar para um estranho no meio da rua. O que a faz entrar em estado de choque. Tem cabimento uma coisa dessas? Aparentemente não... você não se declara para um estranho na rua. Enfim... achei a história interessante e muita coisa ainda está por vir. No Japão, a série já conta com seis volumes em lançamento, logo, suponho eu que muitas reviravoltas nos aguardam... e eu espero que vocês também acompanhem essa história que ao mesmo tempo em que é igual a vários shoujo escolar que estamos acostumadas a ler, consegue ser bem diferente. Recomendo.

Onde encontrar: Para ler esse mangá basta se cadastrar no fórum do MOW e fazer o download ou ler pelo leitor online do MOW. Para os que forem mais ansiosos e dominarem inglês, é possível encontrar até o volume 2 no Chibi Manga. E se você for como eu que não manja nada do inglês, é possível encontrar Nanohana no Kare até o capítulo 46 no leitor online do Karma Fansub ou no TuMangaOnline, ambos em espanhol.

9 de novembro de 2015

Savage Garden

Yoooo, minna... como vocês estão? Eu ando super cansada e bastante ocupada, mas ainda bem que hoje tive tempo de passar por aqui e recomendar pra vocês esse manhwa super incrível que li há um tempinho atrás. Se você ainda não leu, não sabe o que está perdendo - risos.

Manhwa: Savage Garden
Mangaká: Lee Hyeon-Sook
Gênero: Drama, Gender Bender, Harém Inverso, Histórico, Romance, School Life, Shoujo, Tragédia
(Manhwa completo na scan - 07 volumes)



Sinopse: A história se passa na Inglaterra do século XVIII. Gabriel, é uma garota órfã de família nobre falida, que após a morte de seu amigo, Jeremy, filho ilegítimo de um nobre, é obrigada a tomar o lugar dele e ir para um colégio apenas para meninos ricos. Ameaçada de morte pela madrasta de Jeremy, Gabriel assume a personalidade masculina e tenta esconder de todos que, na verdade, é uma garota. Entretanto, sua convivência com os irmãos Evan e Raymond Kensignton irá tornar sua vida na escola mais difícil do que ela pensava.

O que eu achei: Se você é fã de gender bender, garanto que nunca leu uma história como essa. Pode parecer que eu esteja exagerando, mas é a verdade... Savage Garden conta a história de Gabriel (que é uma garota) e de como ela acaba se envolvendo na sujeira dos ditos ricos e nobres de sua cidade. Os desdobramentos ao longo da história são de tirar o fôlego e você acaba muitas vezes sem saber para quem torcer... Quem curte uma pegada meio yaoi, vai se deparar com algumas insinuações do tipo, afinal, a história toda se passa numa escola só para os filhos homens dos ricos e lá, não muito diferente da sociedade da época, era possível encontrar práticas homossexuais de cunho afetivo ou não. Até porque né, em algum lugar esses jovens começam a exercer suas relações de poder ainda na escola. No mais, a história é muito interessante. Algumas cenas são tensas e vou logo avisando, pode tirar o cavalinho da chuva se você é fã de gender bender à la Ouran Host Club. Savage Garden não tem nada de leve... Como diria uma amiga minha, é pesado! Mas eu super recomendo.



Onde encontrar: Aproveitando o ensejo, adianto que quem tiver algum interesse em ajudar as scans na tradução de algum mangá, o Antique Mangá está recrutando pessoas para sua staff. O mangá de Savage Garden pode ser encontrado para download completo em português no Antique. Não encontrei nenhum leitor online autorizado pela scan a disponibilizar Savage Garden, portanto, se você curte ler online, é uma pena. Mas se você for fluente em inglês, é só dar uma pesquisada no MangaFox. E até a próxima, amores... Beijos da Kawa...

30 de outubro de 2015

Mars

Yooooo, Minna.... como vocês estão? E aí, curtindo o feriadão? Bom, eu gostaria muito de desfrutar do meu, mas a gente tenta dar algumas escapulidas das obrigações, como falei antes, sou a rainha da procrastinação. Não fazer o que tenho que fazer, sou ótima nisso! Mas deixando isso um pouco de lado, vim recomendar para vocês um dos mangás que me cativaram profundamente. Mars é uma das histórias mais incríveis e cheias de reviravoltas que já li esse ano. Desde que li essa história, super me apaixonei pela Souryou Fuyumi e desde então, venho lendo todos os mangás dela que encontro disponíveis nas scans para ler ou baixar. Espero que vocês gostem e aproveitem para ler tudo nesse feriadão [hahaha até parece, deve estar todo mundo na praia se divertindo ou viajando].



Mangá: Mars
Mangaká: Souryou Fuyumi
Gênero: Drama, Psicológico, Romance, School Life, Shoujo, Slice of Life
(Mangá completo na scan - 15 volumes)

Sinopse: Asou Kira é uma garota tímida e reservada. É sempre na dela e evita ao máximo se envolver com as demais pessoas. Kashino Rei é um típico delinquente e baderneiro. Sempre se envolve em confusões e pode ser extremamente violento e inconsequente quando perde o controle. Entretanto, por alguma força do destino, contrariando a tudo e a todos, Kira e Rei se conhecem e acabam protagonizando diversas reviravoltas para poder ficarem juntos.

O que eu achei: Em primeiro lugar, eu amei o traço. É tudo muito bem desenhado e ricamente cheio de detalhes e asseio. Adoro o estilo retrô presente nos mangás da década de 1990. Além disso, é difícil falar sobre o que amei nessa história. São tantas coisas para falar que não sei nem por onde começar. Mas vou tentar nem me estender muito e nem ser sucinta demais, visto que Mars é uma série longa que esteve em publicação durante quatro anos (1996-2000). Kira e Rei, a princípio, não têm nada a ver um com o outro, inclusive, Kira acha Rei o tipo de cara de quem se deve manter absoluta distância, mas ele é super popular e extremamente cobiçado pelas garotas da escola. Rei e Kira não sabem, mas ambos nasceram um para o outro. A priori, nada entre eles parece sugerir que aquele relacionamento daria certo, mas a dor que eles carregam por algo que aconteceu no passado fará com que eles sejam os melhores amigos que cada um poderia ter.



Por ser uma história bastante longa, vamos entendendo que traumas assolam a vida dos dois e de que forma eles vão conseguindo superar isso. Mars é um shoujo que tem uma pegada mais dura no que diz respeito à temática da história. Se você for sensível ou tiver intolerância a cenas de violência ou de abuso, recomendo que vá com calma. Rei é obrigado a ser um adulto precoce enquanto Kira é julgada por ser introspectiva demais. À medida que vamos lendo, vamos conhecendo personagens maravilhosos e outros que me deram muita raiva, a exemplo do Kirishima Masao. Esse personagem, na minha humilde opinião, foi o maior psicopata da história inteira. Ele não media esforços para conseguir o que queria e ele vai ser responsável pelos muitos obstáculos que Kira e Rei vão encontrar para ficar juntos.

Mars é, sobretudo, uma história de superação, de garra e determinação. Todos os personagens, de alguma forma, precisam superar alguma coisa de ruim que viveram em algum momento do passado. É por essa razão que Mars, para mim, é uma das histórias mais incríveis, mais fortes porém mais sensíveis que já li na vida. Não é à toa que Souryou Fuyumi virou instantaneamente uma de minhas mangakás favoritas. Por tratar de temas sérios de forma natural, sem parecer forçado, Mars conseguiu me conquistar desde o primeiro capítulo. Vale super a pena ler essa história que apesar de longa merece muito ser lida. Para os que se interessarem, Mars foi adaptado para dorama em 2004, em Taiwan. O dorama tem 20 episódios e também se encontra completo para download no fansub.



Onde encontrar: Embora Mars seja um mangá relativamente antigo (quase 20 anos de publicado), ele pode ser encontrado para leitura online no site do Toshi wa Yume e para download no site do Hwey. A scan que traduziu Mars foi a antiga Tsumi, que atualmente não existe mais, no entanto, todos os seus antigos projetos podem ser encontrados para download no Hwey. Aos que se interessarem pelo dorama, o Tw-Drama pode ser encontrado para download no fórum do Why Why Dramas (necessita ter cadastro - que estará aberto para novas inscrições de 06/02 até 10/02/2016). Então, amores... é isso... deixo vocês com essa super recomendação e espero que aproveitem esse feriadão para ler muito, porque vale super a pena! Até a próxima... Kissu *-----*

29 de outubro de 2015

Cosmic Colour

Olá, Minna... como vocês estão? Eu tô bem e fazendo o que sei fazer de melhor: procrastinando! Isso mesmo, tenho duas provas depois do feriadão e eu deveria estar estudando, mas na realidade essas coisas nunca funcionam tão bem... Então, como eu sei que eu não tenho jeito, resolvi trazer para vocês mais uma sugestão de shoujo! E o de hoje é um bem fofinho... Adoro histórias fofas (apesar de gostar mais das histórias "tensas", digamos assim...). Então, vamos lá conhecer a minha sugestão de hoje e espero que vocês gostem *-------*



Mangá: Cosmic Colour
Mangaká: Yomoto Shimako
Gênero: Comédia, Drama, Romance, School Life, Shoujo
(Mangá completo na scan - volume único)

Sinopse: Kuratani Momoko gosta de saber sobre as trivialidades da vida. Mas tem um pouco de dificuldade de compartilhar o que sabe com as pessoas por medo de parecer incômoda. Mas de repente, o despreocupado e assustador Haishima, seu colega de sala que senta ao seu lado, não parece incomodar-se com suas informações e ela começa a ter bastante contato com ele. Será que é apenas curiosidade isso?

O que eu achei: Me interessei pela história, porque gosto pacas dos mangás escolhidos pelo MOW. O traço do mangá não é dos mais bonitos, mas de certa forma é agradável e chega um momento que você até ignora esse detalhe. Ao menos para mim, isso foi ficando meio de lado e olha que eu sou bem chata com relação a isso. Bom, sobre a história, eu gostei e achei interessante a forma como tudo foi sendo desenvolvido. A história não foi corrida, apesar de ter apenas um volume, todas as coisas acontecem no momento certo. Sem pressa e por que não, naturalmente? Achei a Momoko uma personagem muito fofa e diferente das demais heroínas de shoujo escolar. O Haishima se encaixa no perfil do carinha assustador, mas que na verdade é incompreendido por todos. No fundo, no fundo, ele é um doce de pessoa. Embora tenham alguns clichês tão comuns em shoujo, achei a história diferente e interessante. Depois que comecei a ler, não consegui mais parar. Eu gostei bastante, por isso recomendo a leitura. Divirtam-se! *----*



Onde encontrar: Para os que preferem ler online, é possível encontrar o mangá no Leitor Online do MOW, para baixar, basta se cadastrar no Fórum do MOW ou baixar o capítulo 1 pelo Nya Scans. E até a próxima, amores... kissu...
Theme por Erica Pires © 2011 - 2012 | Powered by Blogger | Todos os direitos reservados | Melhor Visualizado no Google Chrome | Topo